Em Português

A indústria audiovisual está a mexer-se.

3 Mulheres (13x50')

no Shangai TV Festival


3 Mulheres de Elsa Garcia e Fernando Vendrell na 25.ª edição dos Prémios Magnolia com a nomeação para Melhor Série Televisiva Estrangeira. Escrita por Fátima Ribeiro e Luís Alvarães com Filipa Martins, Diogo Figueira, Rúben Gonçalves e Flávio Gonçalves como coargumentistas.

✔Séries

Un novo programa televisivo sobre séries.

Sul (10x50')

Edgar Medina, Guilherme Mendonça, Ivo M. Ferreira. Agência de vendas: Latido Films.

#conectafiction

Distribuição

Últimas oportunidades de mercado:

Mais de 5600 horas

com a Onza Distribution

Mais de 5600 horas, principalmente das telenovelas da Plural/TVI, fazem da Onza Distribution a maior distribuidora de produções portuguesas. O catálogo inclui 1506 horas de "Morangos com Açúcar" e há apenas, até agora, um título em português que não vem da Plural/TVI: o documentário da Panavideo "2077, 10 Segundos para o Futuro" produzido para o 60.º aniversário da RTP que, com a Onza, está apenas disponível para a América Latina.


  • Além de Portugal, direitos ROW disponíveis
  • Milhares de episódios, sobretudo de telenovelas
  • Poucas séries

Água Seca

com a DCD Rights mundialmente

A 2.ª coprodução de uma minissérie entre a TVG da Galiza e a RTP de Portugal será gravada entre Lisboa e Vigo. A distribuição internacional está já assegurada pela britânica DCD Rights para os Países Baixos, Finlândia e Europa do Leste (AMC). É também a 2.ª coprodução da produtora galega Portocabo de Alfonso Blanco com uma produtora portuguesa (a 1.ª foi com a HOP para Vidago Palace, distribuída pela Banijay Rights, do criador português e coprodutor Henrique Oliveira). Esta nova coprodução Água Seca é um thriller de 6x50' escrita por Alfonso Blanco, Pepe Coira, Araceli Gonda, José Rubio, Eligio Montero, Carlos Portela, Ana Míguez, Lidia Fraga e Carlota Dans. Do lado português, a empresa coprodutora é a SP-i de José Amaral. Os protagonistas da trama estão encabeçados por Victória Guerra (3 Mulheres), Monti Castiñeiras e Sergio Pazos.


  • Compradores confirmados
  • Coprodução bilingue
  • Ainda em produção

Patrícia Müller: Luz Vermelha

em pós-produção

A criadora de Madre Paula, distribuída com o título "The King’s Favorite" pela BetaFilm, tem uma nova série em montagem. Realizada por Marco Leão e André Santos (Self Destructive Boys), Luz Vermelha é produzida por Filipa Jardim Reis da Vende-se Filmes. A argumentista Patrícia Müller pesquisou e escreveu Luz Vermelha inspirada nas “mães de Bragança”, a cidade no norte de Portugal que foi “invadida” por prostitutas estrangeiras e alcançou uma enorme cobertura mediática com a determinação da população feminina em ripostar para salvar os seus casamentos. Um caso de tráfico humano para o jornalismo de investigação. O elenco é brilhante: Afonso Pimentel, Margarida Vila-Nova e Adriano Carvalho (Sul), um surpreendente Joaquim Monchique (Negócio da China), Henriqueta Maya (Golpe de Sorte), Sofia Nicholson (Ouro Verde, vencedora do Emmy para Melhor Telenovela em 2018), João Baptista (Laços de Sangue, vencedora do Emmy para Melhor Telenovela em 2011), a estreia de Mariana Badam, o núcleo da família do presidente da Câmara (Dinarte Branco, Maria João Pinho, Bruna Quintas e Luís Ganito), do casal amigo Ângela Marques e Paulo Calatré (Madre Paula), o editor-chefe João Lagarto (3 Mulheres), o jornalista alcoólico Cesário Monteiro, os agentes do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras Graciano Dias, Duarte Grilo e João Araújo e as personagens das prostitutas representadas por Sara Norte, Renata Ferraz, Cecília Henriques e Joana Pialgata.


  • Já financiada
  • ROW e janelas VoD disponíveis
  • A ser transmitida pela RTP
  • Audiovisual em Português ·

  • Argumentistas de língua portuguesa na 3.ª edição do Conecta Fiction (17-20 de julho de 2019) em Pamplona, focada em coproduções de ficção televisiva. Sítio Web de José Machado sob a licença CC BY-SA 4.0.